terça-feira, 30 de julho de 2013

Aprovado fala sobre drogas lícitas e ilícitas; neste sábado (27.07)

Jackson Costa bate um papo com o psiquiatra Esdras Moreira sobre tema

As drogas são umas das principais mazelas deste século. Sejam elas lícitas ou ilícitas, seus efeitos são devastadores e as consequências, muitas vezes, irreversíveis. Para ajudar pessoas a não embarcarem nessa viagem perigosa, o Aprovado deste dia 27 de julho bate um papo com o psiquiatra Esdras Moreira, que fala sobre os perigos do consumo de substâncias como a maconha, crack, cocaína, álcool e cigarro, além de reforçar o papel da sociedade e a importância da família no processo de prevenção. “A educação começa na infância, entre 1 e 3 anos de idade. É nesse período que os pais precisam ter mais cuidado, pois as experiências dessa idade irão determinar as tendências do futuro”, explica o psiquiatra.

O rastro de destruição deixado pelos dependentes químicos também é assunto da conversa entre o apresentador Jackson Costa e o especialista, que fala ainda sobre qual é a pior das drogas da atualidade e como é possível se libertar dela e de outros tipos de substâncias.
Se você gosta de iniciativas que fazem a diferença, o professor Jorge Portugal vai lhe apresentar o jornal Aurora da Rua. Uma ideia que nasceu há 13 anos no bairro Água de Meninos, na Cidade Baixa de Salvador, e tem ganhado as ruas da capital. Mais que levar informações ao longo das páginas do jornal impresso, o projeto que é desenvolvido por moradores em situação de rua serve para resgatar a dignidade e autoestima dessa população que é comumente marginalizada. É o que afirma a jornalista responsável pela revisão do conteúdo do periódico, Íris Queiroz, ao dizer que “o jornal também serve para mudar o olhar da população com relação aos moradores em situação de rua”. Para o idealizador do projeto, Henrique Peregrino, o Aurora da rua é a luz que surge no fim do túnel para muitas pessoas que já estavam desacreditadas de si mesmas.
E por falar em ideias que deram certo e mudaram a vida de quem as conhece, vamos viajar até Juazeiro, no norte do estado e se encantar com o mundo das artes circenses e de rua que estão no Núcleo de arte e educação Nego d’água (Naenda). Lá, crianças e jovens - também embalados pelo som de tambores - descobriram que esse universo mágico é o melhor caminho para fugir da criminalidade e mudar a imagem que a população juazeirense tem a respeito dos moradores do bairro Kidé, onde o projeto acontece. “Com a ajuda do Naenda, a gente quebra preconceitos”, se orgulha um dos instrutores do Núcleo. Conscientizar, prevenir, resgatar valores e incentivar pessoas desprovidas de recursos financeiros e oportunidades a não desistirem da vida e buscarem o que ela tem de melhor. Este é o papel de profissionais dedicados a combater os males da contemporaneidade e de grupos como Aurora da Rua e Naenda.
 
Assista o vídeo com o programa exibido no dia 27.07.2013 :http://redeglobo.globo.com/ba/redebahia/aprovado/videos 
 
Fonte: Rede Bahia
 
Disponível em: <http://redeglobo.globo.com/redebahia/noticia/2013/07/aprovado-fala-sobre-drogas-licitas-e-ilicitas-neste-sabado.html>. Acesso em: 30 jul. 2013. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.