quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Mídias sociais estão isolando usuários em bolhas de informação

Mídias sociais estão isolando usuários em
Cada círculo é proporcional ao número de cliques para um site, feitos por um único usuário ou grupo de usuários, gerados a partir de mecanismos de busca (A, C) e mídias sociais (B, D).[Imagem: Dimitar Nikolov]
Gueto virtual
Pessoas que concentram sua busca por notícias e informações nas mídias sociais têm um grande risco de ficarem presas em uma "bolha social coletiva", vivendo em uma espécie de "gueto virtual", onde só veem o mundo com os olhos do seu grupo.
"Estes resultados fornecem a primeira comparação empírica em larga escala entre a diversidade de fontes de informação alcançadas através de diferentes tipos de atividade on-line," explica o professor Dimitar Nikolov, da Universidade de Indiana (EUA).
Ele analisou mais de 100 milhões de cliques na web e 1,3 bilhão de mensagens públicas postadas nas mídias sociais e comparou com o acesso às notícias pelos mecanismos de busca.
"Nossa análise mostra que as pessoas acessam informações coletivamente de uma gama significativamente mais limitada de fontes nas mídias sociais em comparação com os motores de busca," relata.
Bolha social coletiva
No geral, a análise constatou que as pessoas que acessam notícias vindas das mídias sociais são expostas a uma diversidade significativamente menor de fontes de informação do que os usuários que acessaram informações utilizando os motores de busca.
Isso está gerando o que a equipe chama de uma "bolha social coletiva", com as notícias sendo compartilhadas dentro de comunidades de indivíduos que pensam de forma parecida.
Esse isolamento diminui a probabilidade de que essas pessoas sejam expostas a pontos de vista diferentes, alternativos ou críticos, que poderiam ampliar seus horizontes e aumentar sua própria capacidade de análise das situações.
Sobrecarga de informações
Nikolov acredita que as pessoas podem estar adotando esse comportamento como um mecanismo de enfrentamento da "sobrecarga de informações", sem se dar conta de que filtrar o acesso a informações usando plataformas de mídia social, como o Facebook, limita seus horizontes àqueles que eles compartilham com seus amigos atuais.
Essa conclusão está de acordo com outra pesquisa recentemente publicada na revista Science, que mostrou que o Facebook cria bolhas de realidade para seus usuários.
Fonte: Diário da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.